InŪcio

Sobre Nós

Serviços |

Catalógo |

Tundavala On

Comunicação eficiente!


CIDADANIA

""

A crise de valores


Terça-feira, 23 de Maio de 2017



Antes de mais gostaria de ligar a sirene para avisar o meu amigo que pretende ler esta crónica a respirar fundo, pois quem estiver com o ar suspenso pode interpretar de forma errada estas linhas escritas por um cidadão deste mundo sem tanto peso para equilibrar a balança da sociedade que já pende para o prato do desequilíbrio.

Não sei, e prefiro nem conhecer, o génio que criou esta palavra numa sessão terapêutica qualquer e hipnotizou o mundo e a maioria dos seres pensantes para aceitar a crise como um fardo que deixa tudo estagnado, sem a possibilidade de andar nem p'ra frente nem p'ra trás.

Alguns culpam os informáticos e os génios das novas tecnologias de informação e comunicação, esquecendo que a crise é mais velha da revolução tecnológica e das redes sociais. Talvez se dependesse dos técnicos informáticos, teríamos a esperança de, ao menos, restaurar, rapidamente, a sociedade para um estado em que funcionou no seu melhor e dali instalar antívirus para evitar que ela surja. Infelizmente isto não é tarefa deles, nã muito fácil. Talvez seja dos psicólogos. Ou da polícia fisco-social ... quem sabe de intervenção rápida. Pronto não importa!

O certo √© que a situa√ß√£o √© mais profunda do que parece se analisada do ponto de vista de atitudes e comportamentos. Ela pode ter a ver com o ego humano. √Č mais uma quest√£o espiritual (interior), pois emana da subjectividade, da ambi√ß√£o e do desejo desmedidos, do ego√≠smo, do √≥dio, da inveja, do cinismo e de outros males que impedem o homem de ver com os olhos angelicais o ser divino como obra do mesmo Mentor.

As consequências, obviamente, estão à vista. Mesmo sem lupa e lentes microscópicas é possível ver que quase ninguém liga aos valores. Tal camião sem condutor, muitos cidadãos atropelam valores supremos, princípios e regras em troca de prazeres carnais, fama, dinheiro, honra, prestígios, privilégios, riquezas e outros supostos benefícios.

Ningu√©m consegue amarrar-me as cortinas da hipnose e obrigar-me a aceitar algumas situa√ß√£es: √© dif√≠cil admitir que um pai prefira saciar o seu apetite sexual com a filha em detrimento da m√£e dela que √© esposa; Pastores convertidos em sacerdotes de catequeses pol√≠ticas; Nepotismo pol√≠tico exacerbado; Igrejas ao servi√ßos do evangelho mundano; Gestores perdido no foco de servir o pr√≥prio umbigo; Prov√≠ncias sem combust√≠vel por desvios de cami√Ķes cisternas; Profissionais longe das balizas da √©tica e deontologia;

Enfim ... um conjunto de situa√ß√Ķes de uma vasta lista que n√£o permite a um ser pensante ficar imp√°vido e sereno no cadeir√£o do conformismo, porque ainda tenho a esperan√ßa no conceito chin√™s Wei-Ji, apresentado no Livro da Gest√£o de Crise ao Marketing de Crise de J. Martins Lampreia, que decorre da 'ideia de que a crise, representando um perigo real, encerra sempre uma oportunidade nova de mudan√ßa'.

Se arriarmos as cortinas opacas dos olhos da mente, veremos que a crise que estamos com ela não é tanto financeira ou económica, mas antes uma crise de princípios culturais, morais, cívicos, éticos e deontológicos... transversais a todos os seguimentos, deixando tudo e todos desestruturados. Ou seja, em poucas palavras esta é uma Crise de Valores.


Compartilhar:


M√ļsicas de Mirian Jai tocam no Kisom

Literatura sobre a guerra em Angola

Jovens líderes africanos são formados em Maputo

Worten abre loja de tecnologia no Lubango

Pérola reprova descriminação racial do esposo

'Finan√ßas P√ļblicas' j√° nas bancas

COLUNISTAS

Edson Kassanga

Amante de literatura. Tem como hobby a escrita de poesia e contos. Estudante frequenta o curso de Rela√ß√Ķes Internacionais no Instituto Superior de Rela√ß√Ķes Internacionais Ministro Ven√Ęncio de Moura/MIREX-Luanda.

Mucuta Mukhuta

Técnico de comunicação. Gosta de escrever reportagens, crónicas, poesias. Filmmaker e Fotógrafo de eventos sociais. Empreendedor e Estudante de economia (Marketing).

Fique atualizado. Colabore. Envie o seu conteúdo

Tundavala-AudioVisuais © 2018