Incio

Sobre Nós

Serviços |

Catalógo |

Tundavala On

Comunicação eficiente!


FAMOSOS

""

Pérola reprova descriminação racial do esposo

Cantora angolana considera o preconceito racial como comportamento de mentes vázias


Quarta-feira, 4 de outubro de 2017



A cantora angolana Pérola reprovou um post preconceituoso de um internauta sobre a sua relação amorosa com Sérgio Neto, com quem é casada desde 2011. Num post retomado pela cantora na sua página oficial do facebook, o internauta questiona se "Concordam que a Pérola fez bem namorar um Mulato?".

A artista disse que essa pergunta sem cabimento por ser de "pessoas que preferem criar histórias sobre a vida dos outros para ofuscar as suas próprias frustrações".

"São perguntas mesmo que se façam. Sinceramente, agora já querem mandar na minha vida pessoal! Há limites para tudo. Tem que haver respeito pelas pessoas. É o mínimo. Para responder, eu casei com a pessoa e não com a Cor! Paremos com isso", publicou, a cantora na sua fanpage no facebook, argumentando que por vezes é necesário dar respostas a certas situações", referiu.

Jandira Sassingui disse que a resposta embora tardia mas é oportuna para pessoas preconceituosas. Pérola considera que preconceito racial como comportamento de mentes vazias. "Demorou... Mas aqui está! Sei que para alguns vai entrar a 100km/h e sair a 200km/h pois preferem uma boa mentira para puderem apontar o dedo. Mas cá vamos nós vivendo a nossa vida como qualquer ser humano imperfeitos buscando sempre a felicidade sem pisar ninguém. Como diz o ditado " Mente vazia é oficina do Diabo" essa vai para a pessoa que criou e para os que continuam espalhar a essa fofoca absurda!"

O esposo Sérgio Neto também reagiu aos preconceitos do internauta. O executivo de comunicação dedicou o poste "à a sociedade doente que nos formou, que nos tirou valores, que nos promove, que nos arranja defeitos, que nos julga, que nos engrandece, que nos desgraça, mas que também já nos tornou imunes à dor".

Acrescentou que "Nasci, cresci e vivo no meio de uma cultura de preconceitos, que se mascara consoante os interesses. Sobrevivo, continuo a sonhar, realizei parte dos meus sonhos... com imperfeições e virtudes sou feliz."

Sérgio Neto reagiu também as especulações sobre um outro relacionamento. "Dizem que sou bígamo, mas só casei uma vez. Nunca encontrei a mulher e os filhos que me acusam de ter desonrado. Quem souber onde estão, por favor, avise-me", ironizou.

Lamentou também que nesta cultura de preconceitos a sociedade dê mérito a quem descrimina, especula e faz devassa da vida dos outros. "É o mundo em que vivemos. Para o bem ou para o mal, graças a Deus já não me incomodo com isso, mas tenho ainda que proteger os meus. Não apareço porque não canto, não me exponho porque não sou objecto de montra e não mostro o que não quero. Minha opção, defendam as vossas. Boa semana, o mulato (que ama a sua família e é feliz)", conclui.


Compartilhar:


O mau conselheiro dos rapazes irracionais

Do Viva Sapatos ao Viva o Amor

Letras garrafais do Lubango quebradas

Sérgio Rodrigues 'assediado' no Lubango

O pão que 'mata' enteados em Luanda

Kim Kardashian recebe carta de um assaltante de França

COLUNISTAS

Edson Kassanga

Amante de literatura. Tem como hobby a escrita de poesia e contos. Estudante frequenta o curso de Relações Internacionais no Instituto Superior de Relações Internacionais Ministro Venâncio de Moura/MIREX-Luanda.

Mucuta Mukhuta

Técnico de comunicação. Gosta de escrever reportagens, crónicas, poesias. Filmmaker e Fotógrafo de eventos sociais. Empreendedor e Estudante de economia (Marketing).

Fique atualizado. Colabore. Envie o seu conteúdo

Tundavala-AudioVisuais © 2018